Camila Fremder

Nasci em São Paulo, mais precisamente no dia 18 de novembro de 1981. Sou formada em propaganda e marketing e pós-graduada em roteiro para TV e cinema.

Nunca achei que fosse virar escritora, mas tudo começou em 2007 quando resolvi fazer um blog de crônicas e criei o “Parece filme, mas é vida mesmo…”. Em 2009 tive a surpresa de ter seis textos meus publicados em um livro que lançava novos autores, chamado Prólogo#1, foi aí que peguei gosto pela coisa até que o “Parece filme, mas é vida mesmo…” virou livro em 2011.

Nesse meio tempo comecei a desenvolver conteúdo para empresas, revistas, sites e blogs, além de roteiros para diversas produtoras. Pois é, também nunca achei que fosse virar roteirista.

Já escrevi para muitas revistas femininas, como TPM, Harpers Bazaar e Glamour, onde tive uma coluna por 4 anos.

No final de 2013, em parceria com a amiga Jana Rosa, lancei o livro “Como ter uma vida normal sendo louca” e depois em 2015 o livro “Enfim, 30”.

Adoro o que faço e nesse site você pode acompanhar meus textos, novos trabalhos e um pouco do que me inspira.

 

  • Jornal Meio e Mensagem

    Jornal Meio e Mensagem

    Março de 2014

    Entrevista para o Iba

    Entrevista para o Iba

    Janeiro de 2014

  • Entrevista no Jô Soares

    Entrevista no Jô Soares

    Dezembro de 2013

    Programa Fátima Bernardes

    Programa Fátima Bernardes

    Dezembro de 2013

  • O Globo

    O Globo

    Dezembro de2013

    Revista Veja SP

    Revista Veja SP

    Novembro 2013

Anterior Próximo

E-mail – camila.fremder@gmail.com

Camila Fremder

5 Motivos para estudar Astrologia

Postado por

TEXTO 2 DA MARATONA DE 30 TEXTOS – CAMI E JANA

Depois que eu fiz uns vídeos fazendo a linha “aprendiz estudiosa da astrologia” no meu Snapchat, (cafremder) comecei a receber algumas perguntas por lá e também no Twitter, (cafremder de novo) tanto dos meus amigos como de pessoas que não conheço. Entre os muitos pedidos de leitura de mapa de graça, coisa que nem faço ainda, algumas pessoas me perguntaram no que ajudaria fazer um mapa astral e qual o motivo de se estudar astrologia.

Resolvi fazer essa mini lista com alguns fatos que me fizeram virar essa “fanzoca” do tema, e acreditar que sim, estudar astrologia ou fazer o seu mapa com um astrólogo pode te ajudar em vários sentidos.

Se você não acredita em astrologia, tudo bem, eu também não acreditei durante um tempo da minha vida e não tô aqui pra discutir quem tá certo ou errado, esse não é o propósito do post. Apenas ignore o texto e espere o próximo que quem sabe seja do seu agrado, ok?  😉

1 – Sempre adorei estudar sobre os povos mais antigos, sobre como eles entendiam melhor a natureza e como conseguiam fazer tantas coisas sem nenhuma facilidade/tecnologia que temos hoje em dia. O começo das aulas, pelo menos no curso que eu fiz, fala muito sobre isso, se você também se interessa por esse tema vai gostar das aulas e de vários livros de astrologia.

2 – Quando você começa a entender e estudar o seu mapa natal (é o mapa de como estava o céu no dia e hora que você nasceu) você se entende melhor, fica mais fácil se policiar e quebrar padrões de comportamentos seus que possam te atrapalhar nos relacionamentos e na profissão. Se conhecer melhor é conseguir explorar suas qualidades e prestar atenção para contornar seus defeitos e fraquezas.

3 – Quando você começa a entender que cada pessoa tem o seu mapa, ou seja, tem suas questões, características, dificuldades, sonhos e medos, às vezes completamente diferentes dos seus, você se torna muito mais paciente com o outro e começa a entender que não faz o menor sentido julgar alguém por não ter os mesmos desejos ou escolha de vida que você.

4 – Você percebe que tudo tem um ritmo para acontecer, e que o que parece ruim na verdade pode ser bom. Você entende de forma mais natural que coisas boas e ruins acontecem com todo mundo, inclusive com você, e que tudo bem.

5 – Estudar sobre planetas tão distantes e acompanhar cada movimento deles, até os que demoram anos para mudar de um signo para o outro, é um exercício de paciência. Você percebe que tudo é tão maior e tão perfeito, que seus problemas não te atingem mais da mesma forma. Você para de olhar o próprio umbigo e enxerga muito além da sua casa, do seu bairro, da sua cidade, do seu país, e até do seu planeta.

astro