Camila Fremder

Nasci em São Paulo, mais precisamente no dia 18 de novembro de 1981. Sou formada em propaganda e marketing e pós-graduada em roteiro para TV e cinema.

Nunca achei que fosse virar escritora, mas tudo começou em 2007 quando resolvi fazer um blog de crônicas e criei o “Parece filme, mas é vida mesmo…”. Em 2009 tive a surpresa de ter seis textos meus publicados em um livro que lançava novos autores, chamado Prólogo#1, foi aí que peguei gosto pela coisa até que o “Parece filme, mas é vida mesmo…” virou livro em 2011.

Nesse meio tempo comecei a desenvolver conteúdo para empresas, revistas, sites e blogs, além de roteiros para diversas produtoras. Pois é, também nunca achei que fosse virar roteirista.

Já escrevi para muitas revistas femininas, como TPM, Harpers Bazaar e Glamour, onde tive uma coluna por 4 anos.

No final de 2013, em parceria com a amiga Jana Rosa, lancei o livro “Como ter uma vida normal sendo louca” e depois em 2015 o livro “Enfim, 30”.

Adoro o que faço e nesse site você pode acompanhar meus textos, novos trabalhos e um pouco do que me inspira.

 

  • Jornal Meio e Mensagem

    Jornal Meio e Mensagem

    Março de 2014

    Entrevista para o Iba

    Entrevista para o Iba

    Janeiro de 2014

  • Entrevista no Jô Soares

    Entrevista no Jô Soares

    Dezembro de 2013

    Programa Fátima Bernardes

    Programa Fátima Bernardes

    Dezembro de 2013

  • O Globo

    O Globo

    Dezembro de2013

    Revista Veja SP

    Revista Veja SP

    Novembro 2013

Anterior Próximo

E-mail – camila.fremder@gmail.com

Camila Fremder

10 Coisas idiotas que me deixam com medo

Postado por

TEXTO 8 DA MARATONA DE 30 TEXTOS – CAMI E JANA

1 – Quando meu cachorro fica olhando fixamente para o nada e eu acho que ele tá vendo um espírito.

2 – Qualquer garagem a noite. Principalmente de shopping.

3 – Quando o telefone fixo toca eu atendo e a pessoa fica um tempinho muda e desliga.

4 – Gente que fala dormindo, e se dormir de olho aberto então, acabo com a amizade.

5 – Toda vez que alguém começa uma frase com “Aconteceu uma coisa muito sinistra comigo agora…”

6 – Dormir sozinha em quarto de hotel, principalmente de hotel antigo em outro país. Alguém já parou pra pensar o desespero de ter um fantasma falando uma língua que você não entende?

7 – Assistir filme ou documentários sobre ETs e achar que a nave tá parada na minha janela.

8 – Matar uma barata na cozinha e ficar achando que tem o resto da família dela pela casa. Aliás, acho impossível dormir depois de matar uma barata, fico apavorada num ponto que chego a gritar achando que tem uma no meu ombro, quando na verdade era o rabo de cavalo encostando.

9 – Gente que se diz “meio paranormal”. Pra me dar medo não precisa nem ser totalmente só meio já tá bom, nem precisa falar comigo, tá? Obrigada.

10 – Lagos. Tenho pavor de lagos com aquele fundo marrom e água turva, imagino qualquer coisa naquele fundo, 20 piranhas, 1 monstro do lago de 20 metros, cobras, essas coisas…

Captura de Tela 2015-07-26 às 17.11.06